Lei Cidade Limpa recupera arquitetura original de imóveis em Ribeirão Preto

Vista da Avenida D. Pedro I antes e depois da implantação da Lei Cidade Limpa em Ribeirão Preto (SP)

Vista da Avenida D. Pedro I antes e depois da implantação da Lei Cidade Limpa em Ribeirão Preto (SP)

A Lei Cidade Limpa entrou em vigor em janeiro de 2012 em Ribeirão Preto, interior de São Paulo. Até junho de 2015, a administração municipal multou 114 empresas, valor correspondente a R$ 2,3 milhões. Ao todo, 3.642 empresas foram notificadas no período.

Responsável pelo projeto Cidade Limpa da capital de São Paulo, a arquiteta Regina Monteiro, presidente do Instituto das Cidades, esteve em Ribeirão Preto em maio de 2011 para orientar os vereadores a criar uma lei semelhante.

Em 2014, Regina voltou ao município e, a convite do jornal local “A Cidade”, repetiu um mesmo trajeto feito três anos antes para avaliar a paisagem de Ribeirão Preto. “Estou surpresa. Na rota que realizamos, está 90% melhor. A paisagem mudou da água para o vinho”, afirmou Regina à época.

Segundo o jornal, a mudança mais gritante para a arquiteta ocorreu na avenida Presidente Vargas. “Agora conseguimos prestar mais atenção nas lojas. Antes, estava tudo encoberto por publicidades agressivas”, disse Regina.

Conforme a reportagem, Regina também se surpreendeu positivamente ao entrar na Avenida da Saudade que, em 2011, foi chamada por ela de “medieval”, devido aos produtos expostos nas calçadas. A situação persiste, mas a extinção de grande parte das propagandas fez a urbanista enxergar a arquitetura dos imóveis – alguns quase centenários.

Autor do projeto de lei Cidade Limpa quando era vereador, Marcelo Palinkas também afirmou ao jornal ver melhoras no município. “Mostra que o esforço valeu a pena”.

A Prefeitura de Ribeirão Preto informou que entre os ganhos da Lei Cidade Limpa estão a recuperação da arquitetura original dos imóveis e o fim dos “grandes caixotes” que ocultavam a visão de quem passava pelas avenidas Presidente Vargas, Independência, Treze de Maio e D. Pedro I.

Tags: , , , ,

%d blogueiros gostam disto: